Eventos

GPS PARTICIPA DA ARTICULAÇÃO REGIONAL DE POSIÇÕES NA FRENTE DA CÚPULA DOS SISTEMAS ALIMENTARES DA ONU

1. ALGUNS ANTECEDENTES DA CIMEIRA DOS SISTEMAS DE ALIMENTOS

A Cúpula Mundial sobre Sistemas Alimentares, convocada pela ONU para setembro de 2021, foi organizada com um esquema de governança que inclui um Comitê Consultivo, um Grupo Científico, técnicos para a preparação de documentos e consultas para cinco temas selecionados (5 Trilhas de Ação) e outros mecanismos de consulta e divulgação. Eles podem ser consultados neste link

Todos eles foram concebidos quase sem presença da região latino-americana, tanto em termos dos problemas como das realidades do desenvolvimento local em nossa região. Tampouco refletem adequadamente as questões relacionadas à produção e ao comércio agroalimentares.

Por isso, foi necessário desenvolver ações conjuntas com o MERCOSUL e os países americanos para que a Cúpula considere nossas realidades, nossos objetivos, nossas oportunidades e desafios para contribuir com o desenvolvimento econômico e social, especialmente no interior do país. 

Entendemos que um comércio global fluido, sem barreiras que não sejam amparadas por informações científicas, é crucial para viabilizar as transformações de sistemas alimentares insustentáveis ​​(da UE e dos países asiáticos), bem como para atender às necessidades dos países. não possuem recursos naturais suficientes para satisfazer sua demanda por alimentos e precisam importar ao menor custo possível. Atualmente, o comércio mundial constitui uma porcentagem significativa do consumo mundial e as projeções da OCDE-FAO para a próxima década indicam que as importações de alimentos continuarão a ser um componente crítico para o consumo dos países importadores líquidos, especialmente na Ásia, Oriente Médio e África.

Da mesma forma, é feita uma crítica genérica ao sistema alimentar global, sem reconhecer as transformações que já ocorreram nos países da região, com o enfoque da “intensificação sustentável”, que permite aumentar a produção com sistemas de conservação; Ou seja, contribui para a segurança alimentar com sistemas de produção eficientes e ecologicamente corretos. 

Tampouco se atribui importância suficiente à P&D desenvolvida sem limitações ideológicas e à cooperação internacional na matéria, para contribuir para o aumento da eficiência e resiliência nos países em desenvolvimento. Por isso, considera-se necessário que a Cúpula incorpore os seguintes aspectos:

  • Importância de um sistema de comércio global sem barreiras comerciais e sem respaldo científico, para viabilizar a mudança nos sistemas produtivos dos países que o requerem e para atender à segurança alimentar mundial.
  • Importância da I&D e da cooperação internacional com vista a promover: o aumento da produtividade, a eficiência na utilização dos recursos e sua melhoria, a resiliência, as tecnologias amigas do ambiente e o desenvolvimento da economia circular.
  • Os sistemas regulatórios dos países devem ter bases científicas, para evitar que por outros motivos os desenvolvimentos tecnológicos que contribuirão para o aumento da produtividade e segurança alimentar global sejam limitados.
  • Importância da região para aumentar as exportações líquidas com sistemas sustentáveis. Possibilidades de cooperação internacional para outras regiões incorporarem os sistemas de intensificação sustentáveis ​​desenvolvidos na Argentina. 

2. O PAPEL DA REGIÃO E A DOCUMENTAÇÃO PARA A CIME

O GPS participa ativamente da coordenação e harmonização das ações do setor privado em nível regional. A articulação das ações regionais com vistas à participação na Cúpula é desenvolvida pelo IICA. Da mesma forma, os Ministérios das Relações Exteriores, em conjunto com os da Agricultura dos diversos países, têm promovido e articulado o mecanismo de diálogos nacionais previsto pela Cúpula para levantar e consultar as posições dos atores privados.

A partir do GPS, foi realizado um processo de consulta a entidades privadas do setor agropecuário da Argentina, Brasil, EUA e Canadá. Entidades norte-americanas também estão desenvolvendo uma agenda e preparando documentos. Os presidentes de MAIZALL, ISGA e ICTC estão envolvidos nessas questões e, de fato, nos EUA, uma plataforma nacional foi desenvolvida.

O GPS e seus membros têm participado da preparação de uma série de eventos e documentos, bem como de eventos e diálogos nacionais convocados pelos Ministérios de cada país com o objetivo de contribuir para o posicionamento estratégico da região.

Abaixo, incluímos a lista de documentação de interesse para a Cúpula.

Documentos e eventos do IICA

Documentos e declarações governamentais

Documentos, eventos e declarações de instituições regionais

Documentos disponíveis para divulgação da sustentabilidade dos sistemas regionais e locais de produção de alimentos

Documentos sobre a ligação entre comércio e segurança alimentar

a. DOCUMENTOS E EVENTOS DO IICA

b. DOCUMENTOS E DECLARAÇÕES DO GOVERNO

  • As contribuições dos diálogos nacionais sobre os diferentes temas podem ser acessadas neste link

c. DOCUMENTOS E DECLARAÇÕES DE INSTITUIÇÕES DA REGIÃO

d. DOCUMENTOS DISPONÍVEIS PARA DIVULGAÇÃO SOBRE A SUSTENTABILIDADE DE SISTEMAS REGIONAIS E LOCAIS DE PRODUÇÃO DE ALIMENTOS

e. DOCUMENTOS SOBRE O LINK ENTRE COMÉRCIO E SEGURANÇA ALIMENTAR

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print